Globocop cai na praia do Pina e apenas um sobrevivente em estado grave


Globocop cai na praia do Pina e apenas um sobrevivente em estado grave


Desde às 06h25 da manhã, desta terça-feira (23), a notícia que está repercutindo em todo o Brasil é sobre o acidente relacionado a um helicóptero que era usado na transmissão de imagens em tempo real, ou até mesmo para fazer gravação de matérias para a Globo Nordeste acabou caindo hoje com uma equipe que fazia as filmagens para o Bom Dia Pernambuco.

Hoje, o jornal começou mostrando como estava as imagens do Recife próxima a praia do Pina, segundo a APAC mesmo com a chuva leve desta manha, os ventos  estavam de fraco-leve, o que quer dizer que não teria força suficiente para empurrar o helicóptero a um acidente. Dentro do Globocop tinha o piloto Daniel Galvão de 36 anos, uma convidada pela empresa, a Lia Maria Abreu de Souza de 34 anos, que era sargento da Aeronáutica, e o Miguel Brendo de 21 anos, que era operador de vídeo.


Os corpos foram resgatados pelos pescadores locais, após o Globocop ter caído em alto mar, o piloto Daniel e a sargento Lia, não resistiram e morreram no local do acidente que aconteceu às 06h08 da manhã, já o jovem Miguel que também resgatado pelos pescadores seguiu para o Hospital da Restauração em estado grave. Ao longo de todo o dia, o telejornalismo esteve presente para informar a todos como estava o estado de saúde do jovem que atuava no momento, e que também é filho do sócio da empresa prestadora de serviço, a Helisae.

Miguel Brendo teve traumatismo abdominal, múltiplas fraturas e traumatismo na face. Ele foi atendido no hospital e passou por cirurgia para estabilizar a pressão arterial. No meio da cirurgia, o jovem teve a retirada do baço decorrente da hemorragia sofrida. O mesmo segue no Hospital da Restauração para que seja feitos novos exames e assim novas cirurgias como foi afirmando no programa exibido pela manhã. O jovem fez 21 anos de idade nesse último domingo (21/01), e atua como operador de vídeo a cerca de um ano, o estado de saúde de Miguel é gravíssimo.


AERONAVE USADA

O modelo usado pela globo é um Robinson R44/Newscopter, ou seja, era uma aeronave específica para filmagem aérea. A empresa que era terceirizada da globo atuava junto a globo com esse serviço a mais de 15 anos, e a aeronave que ocorreu o acidente na manhã desta terça-feira (23/0190, sempre passou pelas manutenções, a última revisão e manutenção foi feita a 7 dias atrás. ''O helicóptero tinha acabado de sair de uma revisão. A parte documental, manutenção, tudo em dia. A gente voa há 15 anos nesses helicópteros do Globocop. Ontem mesmo outros controladores voaram com a gente. Eu, particularmente, voei o dia inteiro nesse helicóptero", afirmou o piloto Wagner Monteiro, que é sócio da empresa e é pai de Miguel Brendo sobrevivente do acidente.

CAUSA DO ACIDENTE COM O GLOBOCOP

O acidente aconteceu por volta das 06h08 da manhã, no momento em que estava sendo exibido o programa ao vivo, os moradores relataram ter ouvido um barulho estranho na aeronave e posteriormente a caída dele em alto mar. Por volta das 09h30 as partes das fuselagens começaram a ser resgatadas para analise, isso porque a todas as possibilidades precisam ser averiguadas e assim afirmar o que causou a queda do helicóptero.





Comentario
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...